Ah, os ventos

v. fedokto

v. fedokto

São dissimulados

e indecentes

os ventos.

Fazem-se invisíveis

para acariciar

o corpo das árvores

levantar as saias

roçar  as nucas.

Imprevisíveis

os ventos

nunca se sabe

onde nascem

nem para onde fogem.

Traiçoeiros os ventos

tão fugazes.

Aldeia

Camille Pissarro

Camille Pissarro

Todos têm uma aldeia

a que pertencem

falam uma língua

trazem hábitos e costumes

herdam histórias.

Só eu não vim

de nenhum lugar

e em todo esse tempo

no mundo

não reencontrei

quem entendesse

meu dialeto

não trago memórias.

Enjoo

 

fraturas

Cansam-me

os ruídos

as vozes

timbres diversos

quero só

uma melodia

dissonante

contemporânea.

Cegam-me

matizes

múltiplas combinações

quero um mesmo

monocromático

mundo

igual.

Não quero que

nada me distraia.